Ciências Naturais 6º | Órgãos respiratórios dos animais

ÓRGÃOS RESPIRATÓRIOS

 

 

A IMPORTÂNCIA DOS ÓRGÃOS RESPIRATÓRIOS DOS ANIMAIS NAS TROCAS GASOSAS

 

Quais são os órgãos dos animais que permitem a respiração?

Como vimos na matéria anterior, as trocas gasosas no homem ocorrem nos pulmões (mais concretamente nos alvéolos pulmonares). E nos restantes animais?

 

Os órgãos respiratórios dos animais dependem do seu habitat. Existem animais, que tal como o homem, têm pulmões, outros respiram pela pele e, por exemplo os peixes, têm guelras que lhes permitem obter oxigénio a partir da água.

 

 

Sistema respiratório dos peixes

 

Constituição do sistema respiratório dos peixes

O sistema respiratório dos peixes é constituído pela boca e pela brânquias (ou guelras).

 

Brânquias

  • são um conjunto de lamelas fixas a um arco ósseo
  • situam-se nas câmaras branquiais, em cada um dos lados da cabeça
  • têm cor avermelhada, devido à presença de vários vasos sanguíneos, que facilitam as trocas gasosas – hematose branquial – em que o sangue recebe o oxigénio da água e liberta dióxido de carbono

 

Opérculos

  • são tampas ósseas que cobrem e protegem as brânquias

Trajeto da água

A água entra pela boca, passa pela faringe, banha as brânquias e sai pela fenda opercular.

A água que entra é mais rica em oxigénio e a que sai é mais rica em dióxido de carbono, devido à trocas gasosas que acontecem nas brânquias, em que o sangue recebe oxigénio e liberta dióxido de carbono.

 

Para a água entrar pela boca:

  • a boca abre e fecham os opérculos

 

Para a água sair:

  • a boca fecha e os opérculos abrem

 

 

 

Revê aqui a matéria/resumo de ciências naturais/síntese:

 

 

|   Voltar à lista de conteúdos do 6º ano – Ciências Naturais   |

 

You may also like...