1 de Abril – E se fosse mentira?


Origem do Dia das Mentiras

O Dia das Mentiras surgiu por brincadeira em França, no reinado de Carlos IX. Nessa época, o ano novo era comemorado a 25 de março, com a chegada da primavera. As festas, que incluíam troca de presentes, duravam uma semana e terminavam a 1 de abril.

Em 1564, com a adoção do calendário gregoriano, o rei decidiu que o ano novo deveria passar a comemorar-se a 1 de janeiro. Alguns franceses não aceitaram a mudança no calendário e continuaram com a tradição antiga. A população que adotou o novo calendário decidiu então brincar com os “conservadores” enviando-lhes presentes estranhos e convites para festas inexistentes. Com o passar do tempo, a brincadeira alastrou-se a outros países da Europa e, mais tarde, para outros continentes.

 

1º de abril:

 O Dia das Mentiras celebra-se, neste dia, em vários países do mundo há muitos anos.

Manda a tradição que neste dia as pessoas contem mentiras e que surpreendam os outros com factos ou actos inesperados.

Os meios de comunicação, nomeadamente os jornais, as televisões e as rádios também contam “histórias fictícias” no dia 1 de abril. Estas histórias falsas são reveladas no dia seguinte.

O motor de busca Google é outra entidade que adere ao Dia das Mentiras e anuncia novidades (falsas) neste dia.

 

E este ano?

 Este ano, será diferente?! Não vejo o mundo com grande vontade de contar mentiras, quando o desejo de todos nós é que o que estamos a viver agora SEJA UMA GRANDE MENTIRA!!!

 

E se fosse mentira?

E se fosse mentira que estamos a passar por uma pandemia mundial?

E se fosse mentira que existem milhares de infetados em todo o mundo?

E se fosse mentira que já morreram mais de 45 mil pessoas no mundo?

E se fosse mentira que todos estamos a viver em estado de emergência?

E se fosse mentira que os profissionais de saúde estão exaustos?

E se fosse mentira que os hospitais estão a ficar lotados?

E se fosse mentira que existem hospitais de campanha às portas dos hospitais?

E se fosse mentira que muitos pavilhões desportivos já se encontram preparados para o pior?

E se fosse mentira que já nem dos nossos mortos nos conseguimos despedir?

E se fosse mentira que não existe visitas, nem nos lares nem nos hospitais?

E se fosse mentira que os voos foram quase todos cancelados?

E se fosse mentira que as escolas fecharam?

E se fosse mentira que os teatros também fecharam?

E se fosse mentira que os campeonatos foram suspensos?

E se fosse mentira que os jogos olímpicos foram adiados?

E se fosse mentira que existem pais que não vão dormir a casa com medo de infetar os filhos?

E se fosse mentira que existem profissionais a trabalhar 14 dias seguidos, e 14 dias em casa para que tenham a certeza que não estão infetados?

E se fosse mentira que ainda não exista vacina para este vírus?

E se fosse mentira que há milhões de apelos todos os dias para que fiquem em casa?

 

E se fosse mentira???

Era tão, mas tão bom que tudo isto fosse mentira!

Tudo o que eu mais queria era poder dizer que sim, que tudo isto é mentira! Mas infelizmente não é!!! Por isso peço, vamos ficar em casa nesta Páscoa, e mantermo-nos em segurança! Vamos contribuir com o que podemos para que o pesadelo acabe rápido, e mesmo não tendo sido uma mentira, que seja curto e que não faça muitos estragos!

 

Filipa Cordeiro C.

 


MAIS ARTIGOS

 

Com o passar do tempo…

Com o passar do tempo, todos vamos mudando…

0 comments

Explosão de Sentimentos

Há sentimentos que nos fazem estremecer!

0 comments

O que sente um professor num fim de ano letivo sem alunos na escola

  O que sente um professor num fim de ano letivo sem alunos na escola   Este ano não houve festa de final de ano, os alunos não se puderam despedir dos colegas nem...

0 comments

ARTIGOS     DESAFIOS     EFEMÉRIDES     LIVROS     ONDE IR EM FAMÍLIA     VÍDEOS


 

Também te pode interessar…