1 de Abril – E se fosse mentira?


Origem do Dia das Mentiras

O Dia das Mentiras surgiu por brincadeira em França, no reinado de Carlos IX. Nessa época, o ano novo era comemorado a 25 de março, com a chegada da primavera. As festas, que incluíam troca de presentes, duravam uma semana e terminavam a 1 de abril.

Em 1564, com a adoção do calendário gregoriano, o rei decidiu que o ano novo deveria passar a comemorar-se a 1 de janeiro. Alguns franceses não aceitaram a mudança no calendário e continuaram com a tradição antiga. A população que adotou o novo calendário decidiu então brincar com os “conservadores” enviando-lhes presentes estranhos e convites para festas inexistentes. Com o passar do tempo, a brincadeira alastrou-se a outros países da Europa e, mais tarde, para outros continentes.

 

1º de abril:

 O Dia das Mentiras celebra-se, neste dia, em vários países do mundo há muitos anos.

Manda a tradição que neste dia as pessoas contem mentiras e que surpreendam os outros com factos ou actos inesperados.

Os meios de comunicação, nomeadamente os jornais, as televisões e as rádios também contam “histórias fictícias” no dia 1 de abril. Estas histórias falsas são reveladas no dia seguinte.

O motor de busca Google é outra entidade que adere ao Dia das Mentiras e anuncia novidades (falsas) neste dia.

 

E este ano?

 Este ano, será diferente?! Não vejo o mundo com grande vontade de contar mentiras, quando o desejo de todos nós é que o que estamos a viver agora SEJA UMA GRANDE MENTIRA!!!

 

E se fosse mentira?

E se fosse mentira que estamos a passar por uma pandemia mundial?

E se fosse mentira que existem milhares de infetados em todo o mundo?

E se fosse mentira que já morreram mais de 45 mil pessoas no mundo?

E se fosse mentira que todos estamos a viver em estado de emergência?

E se fosse mentira que os profissionais de saúde estão exaustos?

E se fosse mentira que os hospitais estão a ficar lotados?

E se fosse mentira que existem hospitais de campanha às portas dos hospitais?

E se fosse mentira que muitos pavilhões desportivos já se encontram preparados para o pior?

E se fosse mentira que já nem dos nossos mortos nos conseguimos despedir?

E se fosse mentira que não existe visitas, nem nos lares nem nos hospitais?

E se fosse mentira que os voos foram quase todos cancelados?

E se fosse mentira que as escolas fecharam?

E se fosse mentira que os teatros também fecharam?

E se fosse mentira que os campeonatos foram suspensos?

E se fosse mentira que os jogos olímpicos foram adiados?

E se fosse mentira que existem pais que não vão dormir a casa com medo de infetar os filhos?

E se fosse mentira que existem profissionais a trabalhar 14 dias seguidos, e 14 dias em casa para que tenham a certeza que não estão infetados?

E se fosse mentira que ainda não exista vacina para este vírus?

E se fosse mentira que há milhões de apelos todos os dias para que fiquem em casa?

 

E se fosse mentira???

Era tão, mas tão bom que tudo isto fosse mentira!

Tudo o que eu mais queria era poder dizer que sim, que tudo isto é mentira! Mas infelizmente não é!!! Por isso peço, vamos ficar em casa nesta Páscoa, e mantermo-nos em segurança! Vamos contribuir com o que podemos para que o pesadelo acabe rápido, e mesmo não tendo sido uma mentira, que seja curto e que não faça muitos estragos!

 

Filipa Cordeiro C.

 


MAIS ARTIGOS

 

O mundo virtual

Como em tudo, há vantagens e desvantagens. Somos nós, adultos, que temos que mediar e dar exemplo aos mais novos neste mundo virtual.

0 comments

Coronavírus ou COVID-19 – Teorias, Factos e Informações

Muito já se escreveu e disse sobre este novo vírus. Aqui ficam algumas curiosidades e informações importantes.

0 comments

O uso da empatia com os nossos adolescentes

Nem sempre é fácil, mas é possível. Sermos conscientes e termos vontade é a primeira parte, depois praticar vai colocar-nos no bom caminho!

0 comments

ARTIGOS     DESAFIOS     EFEMÉRIDES     LIVROS     ONDE IR EM FAMÍLIA     VÍDEOS


 

Também te pode interessar…