Poema | Majestade

POEMA

MAJESTADE


Passa um rei — é o Poeta.
Não pela força de mandar,
Mas pela graça mágica e secreta
De imaginar.

O ceptro, a pena — a lançadeira cega
Do seu tear de versos.
O manto, a pele — arminho onde se pega
A lama dos caminhos mais diversos.

Um grande soberano
No seu triste destino
De ser um monstro humano
Por direito divino.

 

Miguel Torga in Nihil Sibi


Vídeo Youtube

Para ouvir o poema!


Apresentação Slideshare

Para conhecer o autor!


Comprar o livro na livraria virtual WOOK

Para reler e guardar!

ANTOLOGIA POÉTICA

de Miguel Torga.

edição: Dom Quixote, janeiro de 2014 ‧ isbn:  9789722054003

 

SINOPSE

Antologia, preparada pelo próprio autor, que reúne o essencial da sua obra poética.

 

 


Também te pode interessar…

Ajuda o nosso site colocando gosto na nossa página de Facebook!