Poema | Na Terra dos Sonhos

 

POEMA

NA TERRA DOS SONHOS


Andava eu sem ter onde cair vivo
Fui procurar abrigo nas frases estudadas do senhor doutor
Ai de mim não era nada daquilo que eu queria
Ninguém se compreendia e eu vi que a coisa ia de mal a pior

Na terra dos sonhos, podes ser quem tu és, ninguém te leva a mal
Na terra dos sonhos toda a gente trata a gente toda por igual
Na terra dos sonhos não há pó nas entrelinhas, ninguém se pode enganar
Abre bem os olhos, escuta bem o coração, se é que queres ir para lá morar

Andava eu sozinho a tremer de frio
Fui procurar calor e ternura nos braços de uma mulher
Mas esqueci-me de lhe dar também um pouco de atenção
E a minha solidão não me largou da mão nem um minuto sequer

Na terra dos sonhos, podes ser quem tu és, ninguém te leva a mal
Na terra dos sonhos toda a gente trata a gente toda por igual
Na terra dos sonhos não há pó nas entrelinhas, ninguém se pode enganar
Abre bem os olhos, escuta bem o coração, se é que queres ir para lá morar

Se queres ver o Mundo inteiro à tua altura
Tens de olhar para fora, sem esqueceres que dentro é que é o teu lugar
E se às duas por três vires que perdeste o balanço
Não penses em descanso, está ao teu alcance, tens de o reencontrar

Na terra dos sonhos, podes ser quem tu és, ninguém te leva a mal
Na terra dos sonhos toda a gente trata a gente toda por igual
Na terra dos sonhos não há pó nas entrelinhas, ninguém se pode enganar
Abre bem os olhos, escuta bem o coração, se é que queres ir para lá morar

 

Jorge Palma


Vídeo Youtube

Para ouvir a música!


Comprar o livro na livraria virtual WOOK

Para reler e guardar!

NA TERRA DOS SONHOS

de Jorge Palma.

edição: Quasi Edições, abril de 2005 ‧ isbn: 9789895520879

 

SINOPSE

A Quasi Edições apresenta “Na Terra dos Sonhos”, obra que reúne as letras de canções escritas por Jorge Palma.
Organizada por João Carlos Callixto, o livro inclui uma discografia ilustrada e detalhada do cantautor.
Críticas de imprensa

“Uma recolha impressionante que reúne as letras de um dos mais carismáticos compositores portugueses. A inclusão dos textos que integraram as suas primeiras composições – algumas delas em inglês, hoje peças de colecção – é uma mais-valia a saudar. O livro abarca ainda uma extensa discografia (com as capas) citando trabalhos em nome próprio e colaborações várias, como músico, letrista ou arranjador. Uma obra para apreciadores mas que conquistará a todos.”

“A ausência de uma tradição bibliográfica é um dos sinais mais evidentes de uma certa menoridade da cultura musical popular portuguesa. As edições críticas e de análise histórica do que por cá se compõe e canta é escassa e os songbooks são ainda uma espécie rara nas estantes. O que é tanto mais de estranhar num país onde, à falta de compositores de grande fôlego, o melhor do som nativo se descobre em formato canção. Qualquer esforço documental nesse sentido merece, mesmo que só por isso, ser louvado. E se esse esforço for dedicado ao trabalho de um dos mais importantes autores de canções em actividade, não resta então grande espaço para dúvidas quanto à pertinência e valor da edição. E assim fica dito o essencial sobre ‘Na Terra dos Sonhos’, colecção integral dos poemas que Jorge Palma espalhou ao longo de 34 anos, desde os remotos tempos do Sindicato até ao último álbum de originais (Norte, 2004). Uma colecção que as Edições Quasi acabam de lançar pela mão de João Carlos Calixto, responsável pela pesquisa e organização dos textos. […] uma poética debruçada sobre dúvidas e inquietações que todas as juventudes de todas as gerações conseguem tomar de empréstimo e que ajuda a perceber o encanto pela postura diletante e decadente.”
João Pedro Oliveira, Diário de Notícias

 

 


Também te pode interessar…

Ajuda o nosso site colocando gosto na nossa página de Facebook!