Poema | Na Máquina do Tempo

 

POEMA

NA MÁQUINA DO TEMPO in A CAVALO NO TEMPO


Ah, se eu pudesse andar
a máquina do tempo!
Quebrava esse horror
que é o despertador.
Só saía ao meio-dia
para a escola que abria
às oito da manhã,
sem ralhos da mamã…
Ah, se eu pudesse andar
na máquina do tempo!
Correndo em marcha atrás
caçava lá atrás
um dinossauro anão
que seria o meu cão.
Pois grande, francamente,
metia medo à gente…
Ah, se eu pudesse andar
na máquina do tempo!
Punha-me a acelerar
para só aterrar
em distantes planetas,
que estão por descobrir.
Aonde eu havia de ir…
Quando eu puder andar
na máquina do tempo,
hei-de te convidar
para também passear,
E se tiveres coragem,
será longa a viagem…
Aonde queres vir comigo?
Vai já pensando, amigo…

 

Luísa Ducla Soares in A Cavalo no Tempo


Vídeo Youtube

Para conhecer a autora!


Livro Interativo

Podem folhear o livro e ler os seus poemas – clicar aqui!


Comprar o livro na livraria virtual WOOK

Para reler e guardar!

A CAVALO NO TEMPO

de Luísa Ducla Soares.

edição: Porto Editora, março de 2019 ‧ isbn: 978-972-0-72841-8

 

SINOPSE

Plano Nacional de Leitura.

Livro recomendado para o 5.° ano de escolaridade, destinado a leitura orientada.

A passo, a trote ou a galope, todos nós viajamos a cavalo no tempo e nessa viagem descobrimos o mundo, desvendamos os outros, revelamo-nos. Abrimos os olhos para os desacertos do mundo: a guerra, a violência, a solidão. Tomamos consciência da evolução da Humanidade através dos tempos. Com nonsense, sensibilidade e sentido crítico, Luísa Ducla Soares faz-nos pensar e cavalgar no ritmo dos seus poemas.

 

 


Também te pode interessar…