Onde ir: Parque de Serralves

 

PARQUE DE SERRALVES

 

O Parque de Serralves tem 18 hectares e é composto por uma grande diversidade de magníficos espaços harmoniosamente interligados: jardins formais, matas e uma quinta tradicional. Projetado pelo arquiteto Jacques Gréber nos anos 30 do século XX, é uma referência singular no património da paisagem em Portugal.
Uma visita ao Parque, seja através da participação numa atividade programada ou num passeio livre em qualquer um dos seus circuitos com diferentes percursos e durações, é uma oportunidade privilegiada para estar em contacto com a natureza e apreciar a diversidade do seu património arbóreo e arbustivo. Além disso, os jardins e o Parque são também cenário museográfico: numa visita ao Parque pode conhecer esculturas que são obras da Coleção da Fundação de Serralves expostas em permanência.
Existem diferentes tipos de Visita e Atividades em que pode participar para conhecer e descobrir o Parque de Serralves e o seu património:

  • Circuitos com diferentes percursos e durações.
  • Visitas sazonais.
  • Serralves ao luar.
  • Astronomia no parque.
  • Instalação de Luz.

Treetop Walk, é um percurso, num nível elevado face ao solo, junto à copa das árvores, que permite uma experiência impactante de observação e estudo da Biodiversidade do Parque de Serralves. A Fundação de Serralves, em colaboração com o Fundo Ambiental do Estado Português, promoveu a construção deste Treetop Walk no Parque da Fundação.

 


HORÁRIO – abril | setembro

HORÁRIO – outubro | março (Em vigor a partir de 1 de outubro)

*Acesso condicionado a menores de 16 anos.

A Fundação de Serralves encerra nos dias 25 de dezembro e 1 de janeiro. Nos dias 24 e 31 de dezembro, encerra às 16h.


TARIFÁRIO

 

RESIDENTES EM PORTUGAL*

BILHETE PARCIAL:

PARQUE (INCLUÍ TREETOP WALK): €10

Entrada gratuita para residentes em Portugal: menores de 12 anos, clientes BPI (bilhete Museu), Amigos de Serralves (todos os bilhetes), 1º domingo de cada mês (das 10h – 13h)

*Mediante apresentação de Cartão do Cidadão Português ou Cartão de Residente em Portugal
Bilhete Residentes em Portugal só aplicável na bilheteira da Fundação de Serralves (não válido na venda online ou em bilhetes conjuntos);

DESCONTOS:

DESCONTO 50%:
12-17 anos
Estudantes
Séniores (65 anos e mais)

Descontos válidos mediante apresentação de documento de identificação.

DESCONTOS 25%:
Portadores de bilhetes CP Alfa Pendular e Intercidades classe conforto

DESCONTOS 20%:
Portadores de bilhetes CP Alfa Pendular e Intercidades classe turística
Porto-Card
Cartão-jovem

DESCONTOS 10%:
Bilhetes Yellow Bus: desconto na Loja, Livraria e Restaurante de Serralves
Bilhetes BlueBus: desconto na Loja, Livraria e Restaurante de Serralves
Bilhetes Douro Acima: desconto na Loja, Livraria e Restaurante de Serralves


LOCALIZAÇÃO

 


REGRAS DE SEGURANÇA | COVID 19


JAZZ NO PARQUE 2020

Num tempo em que o jazz se pratica em teia por todas as geografias, ignorando fronteiras, o facto de se optar por um programa inteiramente preenchido por músicos portugueses não surge por adequação ao que hoje se aparenta como possível. Trata-se, isso sim, de cuidarmos dos nossos e de lhes darmos um espaço neste momento particular que vivemos. Aqui estão a ser mostrados projetos portugueses de altíssima qualidade que vale a pena conhecer. O primeiro, foi conduzido pelo trompetista Yaw Tembe, é uma das poucas expressões da directa influência da música africana no jazz nacional. O segundo foi uma encomenda a um dos mais inspiradores nomes da música criativa portuguesa, Paulo Chagas. O último concerto (Cíntia) é uma indicação do que será o jazz no futuro entre nós, com um muito jovem grupo que está a destacar-se devido às suas invulgares maturidade e riqueza de ideias.

Acesso:

Bilhete : 10€/concerto

12-18 anos/Estudantes universitários, Séniores (65 anos e mais) e Amigos de Serralves: 5€/concerto

 

18 de julho
Local: Ténis do Parque de Serralves
Horário:18h00 – 19h30

CÍNTIA (ESTREIA NO PORTO)

Simão Bárcia: guitarra, electrónica; Tom Maciel: teclados; Ricardo Oliveira: bateria

Banda formada por três nomes da novíssima geração do jazz nacional, ativos também nos domínios da improvisação experimental e da pop alternativa, Cíntia pratica um jazz atendido na aceção mais lata do nome, interiorizando em si elementos de várias músicas, como o funk, o hip-hop, o rock e mais. Músicos com uma técnica apuradíssima, Bárcia, Maciel e Oliveira têm apenas como enquadramento, de um lado, um lounge todo ele feito de ambiências e subtilezas e, do outro, explosões punk de dramático efeito. Aliando paisagismo e groove, o trio está a ser recebido como uma das maiores surpresas da música portuguesa na atualidade.


MAIS SUGESTÕES ONDE IR EM FAMÍLIA

 

Onde ir: Museu do Papel Terras de Santa Maria

terça a sexta: 10h00 às 13h00 – 14h00 às 17h00.
sábado e domingo: 15h00 às 17h30.

Última entrada de visita: 30 minutos antes do fecho.

0 comments

Onde ir: Museu Nacional da Música

De segunda-feira a sábado das 11:00h às 17:00h.
Encerra Domingos, Feriados de Ano Novo, 1.º de Maio, Dia de Natal e Dia de Santo António (feriado municipal de Lisboa).

0 comments

Onde ir: Casa Fernando Pessoa

Das 11h às 17h (última entrada: 16h00).
O museu encerra às segundas, 1 de Janeiro, 1 de Maio e 25 de Dezembro.
A biblioteca encerra às segundas, aos domingos e feríados.

0 comments

ARTIGOS     DESAFIOS     EFEMÉRIDES     LIVROS     ONDE IR EM FAMÍLIA     VÍDEOS


 

Também te pode interessar…

Ajuda o nosso site colocando gosto na nossa página de Facebook!