Ciências Naturais 5º ano | Características dos organismos em função dos ambientes onde vivem

 

CARACTERÍSTICAS DOS ORGANISMOS EM FUNÇÃO DOS AMBIENTES ONDE VIVEM

 

 

 

FORMA DOS ANIMAIS

 

 

Forma do corpo

 

A forma dos corpos dos seres vivos está relacionada com o ambiente onde vivem:

  • fusiforme (hidrodinâmica): facilita a deslocação em ambientes aquáticos;
  • alongada (aerodinâmica): facilita o voo às aves;
  • achatada: permite um maior contacto com o meio e facilita a procura de alimentos.
  • cilíndrica;
  • esférica;
  • entre outras.

 

Existem ainda animais como a esponja que não têm forma definida.

 

 

Segmentação do corpo

 

  • Corpo segmentado: corpo dividido em anéis ou segmentos que podem ser iguais, como na minhoca, ou diferentes, como na abelha.
  • Corpo não segmentado ou indiviso: corpo que não apresenta qualquer divisão.

 

 

Esqueleto

 

Existem animais que têm esqueleto, que pode servir de protecção, de suporte ou para dar forma ao corpo, e pode ser:

  • interno: como no caso das cobras;
  • externo: como no caso do caracol.

 

 

Simetria do corpo

 

Os animais podem apresentar simetria de dois tipos:

  • bilateral: se o corpo pode ser dividido em duas partes idênticas;
  • radiada: se o corpo pode ser dividido em várias partes idênticas.

 

Quando um animal não apresenta qualquer tipo de simetria diz-se assimétrico.

 

 

 

REVESTIMENTO DOS ANIMAIS

 

 

Funções do revestimento do corpo dos animais

 

O revestimento do corpo dos animais varia com as espécies e tem como principais funções:

  • proteger o animal contra os agentes do ambiente;
  • regular a temperatura do corpo;
  • facilitar a defesa do animal.

 

Revestimento do corpo dos animais vertebrados

 

Os animais vertebrados estão cobertos pela pele que é formada por duas camadas:

  • epiderme: camada exterior da pele;
  • derme: camada interior da pele onde se encontram os vasos sanguíneos, glândulas produtoras do suor, etc.

 

A pele pode apresentar-se:

  • nua: nos anfíbios, coberta apenas por muco, importante para a respiração;
  • com pêlos: nos mamíferos, com origem na espiderme mantêm a temperatura do corpo;
  • com escamas: nos répteis têm origem na epiderme e nos peixes têm origem na derme;
  • com penas: nas aves, têm origem na epiderme, mantêm a temperatura e são impermeáveis.

 

 

Revestimento do corpo dos animais invertebrados

Os animais invertebrados podem ser revestidos por:

  • cutícula: camada inpermeável que protege o corpo mole dos animais;
  • esqueleto externo ou exosqueleto: protecção externa que dá rigidez ao corpo constituída por quitina (substância rígida que imepede a perda excessiva de água nos insectos) ou por substâncias calcárias (crusta, conchas, placas e espinhos calcários).

 

 

 

Locomoção dos animais

 

 

Como se deslocam os animais

 

locomoção é a capacidade que um animal tem de se deslocar. No entanto, existem animais como os corais e as esponjas que não têm esta capacidade.

Os órgãos responsáveis pelo movimento são:

  • os músculos: devido à sua capacidade de contracção distensão;
  • os ossos: que estão ligados aos músculos através dos tendões e estão ligados uns aos outros pelas articulações.

 

 

Como se deslocam os animais no solo

 

O modo como os animais se deslocam no solo está relacionado com a maneira como apoiam as patas, ou pé, no solo e com a forma do seu corpo:

  • marcha: animais plantígrados apoiam toda a extremidade da pata no solo, tal como o homem apoia toda a planta do pé;
  • corrida: animais digitígrados apoiam no solo apenas os dedos e animais ungulígrados apoiam no solo apenas a última falange (osso dos dedos) protegida por um casco;
  • salto: animais com membros posteriores desenvolvidos e dobrados em forma de Z;
  • reptação: animais que não têm membros ou que os têm curtos e laterais e não suportam o peso do corpo.

 

 

Como se deslocam os seres vivos no ar

 

Os animais que se deslocam no ar possuem adaptações próprias para o voo:

  • aves: forma aerodinâmica, penas, asas, ossos ocos, músculos peitorais fortes, quilha, sacos aéreos;
  • insectos: asas membranosas reforçadas por nervuras de quitina e movidas por músculos fortes;
  • mamíferos (morcego): membrana alar que liga os dedos das patas anteriores, os lados do corpo, as patas posteriores e a cauda e que funciona como asa.

 

 

Como se deslocam os animais na água

 

Os animais que se deslocam na água possuem adaptações próprias para nadar:

  • peixes: forma hidrodinâmica, escamas, barbatanas;
  • mamíferos aquáticos: forma fusiforme, membros e cauda transformados em barbatanas;
  • anfíbios: membrana digital.

Os invertebrados aquáticos como a lula, o caranguejo e o camarão possuem órgãos locomotores próprios para a deslocação na água ou no fundo dos oceanos. O polvo e a medusa podem deslocar-se por propulsão contraindo os seus corpos de forma a expulsar a água do seu interior e assim deslocarem-se.

 


 

Revê aqui a matéria/resumo/síntese de Ciências Naturais:

 

 

 

 

 


 

EXERCÍCIOS

Em breve

 

 


 

O que tens de saber neste capítulo, segundo o programa e metas curriculares de Ciências Naturais – 5º ano:

 

DOMÍNIO: DIVERSIDADE DE SERES VIVOS E SUAS INTERAÇÕES COM O MEIO

SUBDOMÍNIO: DIVERSIDADE NOS ANIMAIS

 

  • Interpretar as características dos organismos em função dos ambientes em que vivem
  1. Apresentar exemplos de meios onde vivem os animais, com base em documentos diversificados.
  2. Descrever a importância do meio na vida dos animais.
  3. Apresentar um exemplo de animal para cada tipologia de forma corporal.
  4. Categorizar os diferentes tipos de revestimentos dos animais, com exemplos.
  5. Referir as funções genéricas do revestimento dos animais.
  6. Identificar os órgãos de locomoção dos animais, tendo em conta o meio onde vivem.

 


 

|   Voltar à lista dos conteúdos do 5º ano – Ciências Naturais   |

 

Também te pode interessar…