Ciências da Natureza 6º | Reprodução nas plantas

REPRODUÇÃO NAS PLANTAS

Como se reproduzem as plantas com flor?

As plantas com flor reproduzem-se por sementes, que resultam da reprodução sexuada que ocorre quando as células sexuais masculina e feminina se encontram, ou seja, quando o grão de polén, que contém a célula sexual masculina, entra em contacto com o óvulo, que contém a célula sexual feminina, dando-se assim a fecundação.
 

Órgãos reprodutores das plantas com flores

Os órgãos reprodutores masculinos das plantas com flores são os estames, compostos pela antera e pelo filete. É na antera que os grãos de polén são formados. Ao conjunto de estames de uma flor chama-se androceu.

Os órgãos reprodutores femininos das plantas com flores são os carpelos, formados pelo estigma, pelo estilete e pelo ovário. É no ovário que os óvulos são formados. Ao conjunto de carpelos de uma flor chama-se gineceu.

Classificação das flores consoante os órgãos reprodutores

• flor masculina – se possui apenas órgãos reprodutores masculinos

• flor feminina – se possui apenas órgãos reprodutores femininos

• flor hermafrodita – se possui órgãos reprodutores masculinos e femininos

 

Como se formam as sementes?

Para as sementes se formarem existe uma série de processos que têm de ocorrer:

1. Polinização
2. Germinação do grão de polén
3. Fecundação
4. Frutificação

Polinização

Chama-se polinização ao transporte do grão de polén desde a antera até ao estigma de uma flor. Pode ser:

direta – se os grãos de polén de uma flor caem sobre o estigma da mesma flor ou da mesma planta;
cruzada – se os grãos de polén de uma flor caem sobre o estigma de uma flor de outra planta.

Na polinização cruzada existe um agente de polinização que é o responsável pelo transporte do grão de polén, tal como o vento, a água, os insetos, as aves ou o próprio ser humano (polinização artificial).

Germinação do grão de polén

O estigma possui uma substância pegajosa que aprisiona o grão de polén que aí germina formando um tubo polínico que se desenvolve e desce até ao ovário, fazendo assim chegar a célula sexual masculina até à célula sexual feminina.

Fecundação

À união das células sexuais masculina e feminina dá-se o nome de fecundação, que ocorre no ovário.

Frutificação

Após a fecundação a flor sofre várias transformações e dá origem ao fruto. O fruto é constituído pelo pericarpo e por uma ou várias sementes.

O pericarpo protege as sementes e é geralmente constituído pelo epicarpo, mesocarpo e endocarpo.

Os frutos podem ser carnudos ou secos, conforme se o pericarpo tem ou não substâncias de reserva e água.

Disseminação

As plantas precisam de espaço para se desenvolverem, por isso, as sementes não podem ser depositadas no mesmo local. As diferentes espécies recorrem a diferentes estratégias para espalhar as sementes, com a ajuda do vento, da água ou dos animais.

Ao transporte das sementes até ao local onde vão germinar chama-se disseminação.

 

Como é que uma semente origina uma nova planta?

Constituição das sementes

tegumento – película exterior
amêndoa – parte interna
o cotilédones – contêm substâncias nutritivas que permitirão à nova planta se desenvolver até começar a fazer o processo de fotossíntese
o embrião – ao germinar dará origem à nova planta
radícula – dará origem à raíz da nova planta
caulículo – dará origem ao caule da nova planta
gémulas – darão origem às folhas da nova planta

Condições necessárias à germinação da planta

A germinação é o processo pelo qual se forma uma nova planta a partir de uma semente. No entanto, para que a semente germine, são necessárias as seguintes condições:

• o embrião tem que estar completo
• os cotilédones têm que estar em bom estado
• as condições do meio (ar, humidade e temperatura) têm de ser adequadas
 
 

Como se reproduzem as plantas sem flor?

As plantas sem flor, como os musgos e os fetos, reproduzem-se por esporos.

Os esporos formam-se nos esporângios e ao germinarem dão origem a uma nova planta. Ao conjunto de esporângios dá-se o nome de soro.

 

You may also like...