Ciências da Natureza 6º | Reprodução humana e crescimento

A REPRODUÇÃO HUMANA

Reprodução sexuada e dimorfismo sexual

A reprodução é uma função dos seres vivos que permite dar origem a outros seres da mesma espécie.
 

Reprodução sexuada

Na espécie humana a reprodução é sexuada, ou seja, nela intervêm indivíduos de sexo diferente.
 

Dimorfismo sexual

A espécie humana apresenta dimorfismo sexual, ou seja, é possível distinguir indivíduos de sexo diferente pelo seu aspeto exterior.
 

Caracteres sexuais

Os caracteres sexuais são as características físicas que permitem distinguir indivíduos de sexo diferente.

Existem dois tipos de caracteres sexuais:

• primários: à nascença;
• secundários: a partir da puberdade (quando o sistema reprodutor começa a funcionar).

Carateres primários – masculinos e femininos:

• órgãos sexuais

Caracteres sexuais secundários – masculinos:

• aparecimento de pelos, sobretudo nas axilas, região púbica e rosto (barba);
• alargamento dos ombros;
• aumento da musculatura;
• voz mais grave;
• crescimento do pénis e dos testículos;
• aparecimento da ejaculação.

Caracteres sexuais secundários – femininos:

• aparecimento de pelos nas axilas e na região púbica;
• alargamento das ancas
• aumento da gordura corporal;
• desenvolvimento dos seios;
• aparecimento da menstruação.


 

 

Sistema Reprodutor

Sistema reprodutor masculino

Constituição do sistema reprodutor masculino:

• testículos: produzem a célula sexual masculina – o espermatozóide;
• canais deferentes: fazem a ligação dos testículos à uretra;
• uretra: canal comum aos sistemas urinário e reprodutor que expulsa o esperma para o exterior;
• próstata: produz um liquido pertencente ao esperma;
• vesículas seminais: produzem um líquido viscoso indispensável à vida dos espermatozóides;
• pénis: órgão externo.

Célula sexual masculina:

• espermatozóide


 

Sistema reprodutor feminino

Constituição do sistema reprodutor feminino:

• ovários: produzem a célula sexual feminina – o óvulo;
• trompas de Falópio: fazem a ligação dos ovários ao útero;
• útero: onde se desenvolve o novo ser;
• vagina: onde são depositados os espermatozóides.

Célula sexual feminina:

• óvulo
 

 

Primeira célula da vida

A primeira célula da vida é formada pela união das células sexuais masculina e feminina. Para a sua formação decorrem as seguintes etapas:

• Ovulação: Um óvulo é libertado por um dos ovários para as trompas de Falópio de 28 em 28 dias.
• Fecundação: Quando o espermatozóide se une ao óvulo dá origem ao ovo ou zigoto. Este processo ocorre nas trompas de Falópio.


 

 

Desenvolvimento do novo ser

Período embrionário- primeiras 8 semanas de gravidez

O ovo vai se dividindo em várias células até se fixar na parede do útero, onde o novo ser se vai desenvolver. A este acontecimento dá-se o nome de nidação.

Após a nidação forma-se o embrião e com ele o saco amniótico, a placenta e o cordão umbilical.

• A placenta funciona como um filtro: permite a passagem dos nutrientes e do oxigénio para o embrião e impede a passagem de algumas substâncias nocivas.
• O cordão umbilical faz a ligação entre o novo ser e a placenta.
• O saco amniótico está cheio de um liquído -o liquído amniótico – que serve para proteger o novo ser de choques, da desidratação e de mudanças de temperatura.


 

Período fetal- a partir do final das oito semanas

A partir do início do 3º mês o embrião começa a apresentar forma humana e passa a chamar-se feto. Após nove meses de gravidez o novo ser está pronto para nascer.

Cuidados a ter durante a gravidez

• Ir a consultas médicas e realizar ecografias
• Fazer uma alimentação equilibrada
• Evitar o tabaco e bebidas alcoólicas
• Praticar exercício físico moderado
 

 

Parto

O parto é o conjunto de fenómenos que têm como finalidade expulsar o feto para o exterior e decorre em três fases:

• Dilatação: o útero começa a contrair regularmente, ocorre a dilatação do colo do útero e a rutura do saco amniótico;
• Nascimento do bebé: as contrações tornam-se mais fortes e mais frequentes e empurram o bebé para o exterior;
• Expulsão da placenta: após quinze minutos do nascimento o útero volta a contrair para expulsar a placenta, finalizando assim o parto.
 

 

Primeiros anos de vida

Cuidados a ter durante os primeiros anos de vida

• A higiene do bebé é indispensável para o seu bem-estar e saúde;
• Brincar com o bebé ajuda-o a descobrir o que o rodeia;
• As horas de repouso também são indispensáveis para o desenvolvimento saudável do bebé;
• O carinho e amor dados aos bebés são importantes para um desenvolvimento harmonioso.
• A alimentação nos primeiros meses de vida deve ser feita através do leite materno pois possuem anticorpos que protegem os bebés de doenças e é bastante nutritivo;
• A alimentação a partir do quinto ou sexto mês passa a ganhar novos hábitos, sendo que o leite vai sendo substituído progressivamente por sopas de legumes, cereais e sumos de fruta.
 

 

Contracepção

Métodos contraceptivos

É possível evitar a gravidez com o uso de métodos contraceptivos tais como:

• preservativo masculino;
• preservativo feminino;
• pílula;
• dispositivo intrauterino.
 

 

Menstruação

Uma vez por mês um óvulo é libertado por um dos ovários. Nesse período o útero vai-se preparando para a gravidez e fica revestido por uma mucosa fofa. No entanto, se não houver fecundação o óvulo acaba por morrer e a mucosa fofa vai-se desprendendo do útero o que provoca algum sangramento, a que se chama menstruação.

 

|   Exercícios   |   Matéria anterior   |   Próxima matéria   |

 

You may also like...