Educação versus Ensino?

educação e ensinoComecemos por definir estes 2 conceitos de forma simples…

 

“Educação engloba os processos de ensinar e aprender…”

“Ensino é uma forma sistemática de transmissão de conhecimentos utilizada pelos humanos para instruir e educar seus semelhantes, geralmente em locais conhecidos como escolas….” (In: Wikipédia)

 

Ouvi no outro dia no “youtube” alguém que defendia de forma veemente que Educação não é Ensino e que as escolas deviam ser voltadas para a instrução e não para a Educação, pois a Educação era a função dos pais e não da escola. E que só através da instrução e abolindo a palavra Educação do ensino se conseguiria responsabilizar os pais pela função de educar.

Quando os pais se tornaram pais ninguém lhes ensina a melhor forma de o serem ou qual a melhor educação que devem dar aos filhos, porque tal não existe nem pode existir… Cada indivíduo é fruto das suas próprias escolhas ao longo da vida e os seus valores e cultura são próprios do meio onde se encontra inserido e dos papeis sociais que representa. E é com base nessa identidade própria que os seus filhos serão educados e não nos cabe a nós profissionais de Ensino/Educação fazer juízos de valor sobre o assunto. Já para não dizer que a ideia, de que a obrigação/responsabilização total dos pais pela educação dos filhos fará com que de fato os pais assumam esse seu papel a 100%, deveras utópica e pouco plausível nos dias que correm em que as famílias têm cargas horárias de trabalho elevadíssimas.

Nesta perspetiva se vamos recriminar os pais pelo fato de os filhos estarem “mal educados”, também temos o direito de sermos recriminados pelos pais por os filhos estarem “mal ensinados”. Sim, porque se compete aos pais educá-los não lhes compete a eles ensiná-los e perder o precioso tempo para a educação… Portanto, abolem-se os trabalhos de casa, todos os trabalhos de grupo e deixam os alunos de estudar em casa, passando a ter de fazer essas tarefas em espaço escolar aumentando a carga diária de permanência na escola para pelo menos mais 2 horas diárias… Já para não falar do aumento de profissionais que teria de existir nas escolas.

Não nos podemos esquecer também que os alunos passam mais tempo em ambiente escolar interagindo com outros alunos e profissionais de ensino que com as suas próprias famílias e seria desastroso que durante esse período se vissem privados da Educação e confinados apenas a horas de instrução.

É no mínimo ridículo pensar que Educação não é Ensino ou vice-versa. Penso que todos estamos de acordo quando afirmo que são complementares e que um não faz sentido sem o outro, seria uma desumanização do ensino tornar as escolas em meros espaços de instrução onde os professores seriam apenas veículos de transmissão de conhecimentos e os alunos recetáculos dos mesmos.

A Educação no Ensino é muito mais que isso, é um processo dinâmico e evolutivo, cheio de sensações e sentimentos, descobertas e experiências que vão aos poucos e poucos moldando e aprimorando a nossa forma de estar em sociedade e a capacidade de nos relacionarmos com outros com valores e culturas diferentes.

 

Susana Lionço

 

|   Artigos   |

 

You may also like...