História e Geografia de Portugal 5º ano | Península Ibérica – Quadro Natural

 

PENÍNSULA IBÉRICA – QUADRO NATURAL

 

 

 

CARACTERÍSTICAS NATURAIS DA PENÍNSULA IBÉRICA

 

 

Relevo

Às diferentes formas que a superfície terrestre apresenta chamamos relevo. Alguns exemplos são:

  • Planície: grande superfície plana e de pouca altitude;
  • Planalto: grande superfície plana ou ondulada de média ou grande altitude;
  • Montanha: elevação de terreno que se destaca do terreno circundante pela sua altitude;
  • Vale: espaço compreendido entre dois montes (geralmente onde corre um rio).
  • Cordilheira: conjunto de montanhas.

 

Através dos mapas de relevo (mapas hipsométricos) conseguimos identificar as diferentes altitudes que uma zona pode apresentar através das suas cores:

  • verde: planícies de baixa altitude;
  • amarelo: planícies onduladas e planaltos de baixa altitude;
  • castanho-claro: planaltos de grande altitude e algumas serras;
  • castanho: montanhas de grande altitude (quanto mais escuro for o castanho maior a altitude).

 

A Península Ibérica é uma região bastante montanhosa constituída por um conjunto de planaltos e montanhas que se inclinam para ocidente. Destacam-se:

  • a Cordilheira Central: cadeia montanhosa que corta a meio o Planalto Central;
  • a Cordilheira dos Pirinéus: montanhas altas e escarpadas;
  • o Planalto Central: mais extenso e alto dos planaltos peninsulares;
  • a Planície do Ebro;
  • a Planície do Guadalquivir;
  • a Planície do Tejo-Sado.

 

 

Rios peninsulares

Os rios da Península Ibérica nascem nas grandes cadeias montanhosas onde abundam as nascentes e as neves. Como estão viradas para ocidente os rios correm nessa direcção e vão desaguar no Oceano Atlântico, com excepção do rio Ebro que corre para o Mediterrâneo.

 

Principais rios da Península Ibérica:

  • rio Minho;
  • rio Douro;
  • rio Tejo: rio com maior extensão;
  • rio Guadiana;
  • rio Sado;
  • rio Guadalquivir;
  • rio Ebro.

 

 

Clima

O planteta Terra apresenta diferentes zonas climáticas:

  • zona quente: próxima do Equador;
  • zonas frias: em redor dos pólos;
  • zonas temperadas: entre as zonas frias e as zonas quentes.

 

A Península Ibérica tem um clima temperado por isso apresenta quatro estações durante o ano:

  • Primavera;
  • Verão;
  • Outono;
  • Inverno.

 

Existem também diferenças regionais distinguindo-se três zonas:

  • Norte e Noroeste: elevada humidade e precipitação, temperaturas suaves tanto no Inverno como no Verão;
  • Interior: pouca precipitação, invernos muito frios e verões muito quentes;
  • Sul: pouca precipitação, invernos suaves e verões quentes.

 

Estas diferenças devem-se aos seguintes fatores:

  • proximidade do mar;
  • ventos dominantes;
  • relevo.

 

 

Vegetação natural

Sobre o tipo de vegetação que existe na Península ibérica podemos distinguir duas zonas:

  • Ibéria húmida: florestas de folha caduca, prados naturais verdes e matagais com fetos, giesta, urze e tojo. Junto à costa predominam os pinheiros;
  • Ibéria seca: florestas de folha persistente, matagais e arbustos. Junto à costa predominam as palmeiras, as piteiras e os cactos.

 

 


 

Revê aqui a matéria/resumo de matemática/síntese de HGP (a partir do slide 24):

 


 

EXERCÍCIOS

Teste   |   enunciado

Nota: apenas o Grupo II se refere a este capítulo. O Grupo I refere-se ao capítulo anterior.

 


 

O que tens de saber neste capítulo, segundo o programa e metas curriculares de HGP – 5º ano:

 

DOMÍNIO: A PENÍNSULA IBÉRICA: LOCALIZAÇÃO E QUADRO NATURAL

SUBDOMÍNIO: A PENÍNSULA IBÉRICA: QUADRO NATURAL

 

  • Conhecer e compreender o relevo da Península Ibérica
  1. Definir altitude.
  2. Distinguir altitude positiva de altitude negativa.
  3. Definir relevo.
  4. Localizar diferentes formas de relevo na Península Ibérica – montanha, planalto, planície, vale – através da interpretação de mapas hipsométricos.
  5. Descrever as diferentes formas de relevo (montanha, planalto, planície, vale).
  6. Salientar os principais contrastes no relevo de Portugal.
  7. Caraterizar os principais tipos de costa em Portugal (baixa/arenosa e alta/escarpada).
  8. Caraterizar o relevo da região onde habita.

 

  • Compreender os elementos de clima
  1. Descrever o estado de tempo num determinado lugar e num dado momento.
  2. Identificar os principais elementos de clima: temperatura e precipitação.
  3. Distinguir estado de tempo de clima.
  4. Identificar os instrumentos utilizados para medir e registar os principais elementos de clima (termómetro, pluviómetro) e as respetivas unidades utilizadas para quantificar esses elementos de clima.

 

  • Compreender os fatores que interferem no clima da Península Ibérica
  1. Localizar as zonas terrestres a partir dos elementos geométricos da esfera terrestre (zonas intertropical, temperadas e frias).
  2. Relacionar as zonas terrestres com as zonas climáticas (quente, temperadas e frias)
  3. Contextualizar a Península Ibérica na zona temperada do norte.
  4. Identificar os principais fatores que influenciam o clima da Península Ibérica – situação zonal, proximidade/afastamento do mar, relevo.

 

  • Compreender a distribuição regional dos principais elementos do clima
  1. Descrever a distribuição espacial da precipitação na Península Ibérica, destacando os contrastes regionais existentes em Portugal.
  2. Descrever a variação espacial da temperatura na Península Ibérica, destacando os contrastes regionais existentes em Portugal.
  3. Relacionar os contrastes espaciais observados na distribuição da precipitação com os fatores do clima – relevo e proximidade/afastamento do mar.
  4. Relacionar as variações espaciais da temperatura com os principais fatores de clima – relevo e proximidade/afastamento do mar.

 

  • Compreender a diversidade climática da Península Ibérica
  1. Localizar as principais regiões climáticas da Península Ibérica a partir da leitura de mapas.
  2. Caraterizar o clima temperado marítimo.
  3. Caraterizar o clima temperado mediterrâneo.
  4. Caraterizar o clima da região onde habita.

 

  • Conhecer e compreender os principais rios da Península Ibérica
  1. Distinguir rede hidrográfica de bacia hidrográfica.
  2. Localizar os principais rios da Península Ibérica, distinguindo os luso-espanhóis dos nacionais.
  3. Relacionar os traços morfológicos gerais da Península Ibérica com as bacias hidrográficas.
  4. Definir caudal.
  5. Descrever as diferenças de caudal entre os rios do Norte e os do Sul, relacionando-as com os diferentes quantitativos de precipitação que ocorrem nessas regiões.
  6. Caraterizar, de forma breve, a rede hidrográfica da região onde habita.

 

  • Conhecer e compreender a vegetação natural da Península Ibérica
  1. Definir vegetação natural.
  2. Identificar a vegetação natural dominante na Península Ibérica, dando particular ênfase à do território continental Português.
  3. Relacionar a vegetação natural dominante na Península Ibérica com as regiões climáticas e o relevo.
  4. Identificar as principais alterações da vegetação na atualidade.
  5. Discutir medidas de preservação da vegetação natural.
  6. Caraterizar a vegetação da região onde habita.

 

  • Conhecer e compreender a diversidade natural dos arquipélagos dos Açores e da Madeira
  1. Definir arquipélago.
  2. Localizar o arquipélago dos Açores e da Madeira em mapas de diferentes escalas.
  3. Identificar a origem vulcânica destes arquipélagos.
  4. Identificar as ilhas dos arquipélagos.
  5. Identificar diferentes formas de relevo nos arquipélagos dos Açores e da Madeira.
  6. Distinguir o clima do arquipélago dos Açores do clima do arquipélago da Madeira.
  7. Relacionar o clima com a cobertura vegetal nos arquipélagos dos Açores e da Madeira

 


 

|   Voltar à lista dos conteúdos do 5º ano – HGP   |

 

You may also like...